Split Transacional Web (Em Breve)

O Split transacional web é uma solução voltada à Marketplace, Plataformas de e-commerce. Exemplos de principais setores: Plataforma de cursos, de streaming, Marketplace de produtos em geral, Aplicativo de prestação de serviços, Aplicativo de transporte, Aplicativo de Delivery, Venda de ingressos, Classificados de produtos novos e usados, Doação para entidades carentes.

Na modalidade Transacional Web, a divisão de pagamentos ocorre no momento da transação, ou seja, os valores serão agendados e liquidados na conta de cada um dos recebedores. Essa liquidação será feita em contas PagBank e os vendedores podem aproveitar todo o ecossistema de produtos financeiros que nosso banco digital oferece.

👍

Benefícios

• Possibilita gerar o comissionamento das vendas realizadas com Cartão de Crédito e Boleto, de forma automática e flexível para cada venda;
• Maior autonomia e controle dos valores devido, de cada uma das partes daquela divisão;
• Permite um controle personalizado de fluxo de caixa para cada recebedor;
• Evita riscos de bi-tributação;
• Possibilita ao marketplace e plataformas, escalar sua carteira de clientes;
• Minimiza custos operacionais para controle de comissões e vendas;
• O produto Split de Pagamentos está disponibilizado em formato de API, com isso, oferece maior liberdade e flexibilidade ao nosso cliente, para construir jornadas que melhor atendem ao seu modelo de negócio, além de impactar positivamente na experiência do comprador.

Como Funciona o Split Transacional Web

Recebedores e responsabilidades

Para toda divisão de pagamentos, identificamos os recebedores entre: Recebedor primário e Recebedor secundário. Cada recebedor (primário e secundário) terá responsabilidades diferentes em uma transação.

Matriz de Responsabilidade

PRIMÁRIO

SECUNDÁRIO

Obrigatoriedade na transação

Sim

Sim

Obrigatoriedade conta Vendedor PagSeguro

Sim

Sim

Solicitação de Reembolsos/ Cancelamento parcial e total

Sim

Não

Assume a devolução de Reembolsos/ Cancelamento parcial e total

Sim

Não

Assume a devolução para Disputas

Sim

Não

Assume a devolução para Contestações (chargeback)

Sim

Não

Acessa extratos e relatórios

Visualiza sua transação e recebedor secundário

Visualiza apenas sua transação

Assume o pagamento de Taxas e Tarifas PagSeguro

Sim

Não

Negocia o Escrow que será aplicado nas transações

Sim

Não

Realiza antecipação manual

Sim

Sim

NF-e de serviços PagSeguro

Sim

Não

Relacionamento comercial entre vendedor e comprador

Sim

Não

📘

A definição de primário e secundário é feita a nível transacional, ou seja, no momento em que é solicitado a criação de uma nova transação com split, é necessário usar um token de autenticação de um dos recebedores, o token que será utilizado definirá o primário da transação.
Exemplo: Mesmo que um marketplace seja responsável por toda integração, e no seu modelo de negócio o lojista é quem deve ficar como primário nas transações, a PagSeguro disponibiliza ferramentas para que ele utilize um token nominal aos seus lojistas. Para saber mais sobre como solicitar permissão do seu lojista para realizar vendas em nome dele, acesse a documentação do Connect, clique aqui.

🚧

Regras de Negócio do Produto

• Toda transação precisa ser informada dois recebedores, o primário e secundário. No máximo dois recebedores devem ser informados;
• O primário da transação será o mesmo dono do token de autenticação que for utilizado;
• Nos cenários de divisão de pagamentos com N recebedores, as chamadas via API deverão ser feitas informando os pares de recebedores, e a gestão dos IDs de cada transação ficará a cargo do cliente, seja ele marketplace ou plataforma de e-commerce;
• O tempo de recebimento será igual para ambos os recebedores, respeitando sempre o Escrow acordado comercialmente do recebedor primário;
• Todos os recebedores precisarão ter contas do tipo Vendedor na PagSeguro;
• Os valores da divisão de pagamentos poderão ser informados no formato fixo ou em percentual, respeitando a somatória dos valores para que seja igual ao valor total da transação ou igual a 100%;
• Até o momento serão aceitas apenas transações efetuadas com Cartão de Crédito;
• O Split de Pagamentos poderá ser iniciado via API de Cobranças do PagSeguro.

Caso de Uso

Cenário 1 - Marketplace/ Plataforma como primário nas transações: Onboarding e vendas com divisão entre dois recebedores

A loja “Vende Mais” realizou uma venda de um produto no valor de R$ 500,00 utilizando o marketplace “E-vendas”, porém a loja recebeu em sua conta somente o valor de R$ 490,00. Essa diferença de valores na liquidação ocorreu por que o marketplace já havia informado no momento de criar a transação, que o valor dessa venda, seria dividido da seguinte forma: R$ 10,00 do valor total deveria ser creditado na conta do marketplace como comissão da venda, e R$ 490,00 creditado na conta da loja. Além disso, a loja “Vende Mais” não quer ficar responsável pela transação e não precisa que seu nome reflita na fatura do comprador.
Veja abaixo um exemplo do fluxo com esse mesmo cenário:

Cenário 2 – Marketplace/ Plataforma como secundário nas transações: Onboarding e vendas com divisão entre dois recebedores

A loja “Vende Mais” realizou uma venda de um produto no valor de R$ 500,00 utilizando o marketplace “E-vendas”, porém a loja recebeu em sua conta somente o valor de R$ 490,00. Essa diferença de valores na liquidação ocorreu por que o marketplace já havia informado no momento de criar a transação, que o valor dessa venda, seria dividido da seguinte forma: R$ 10,00 do valor total deveria ser creditado na conta do marketplace como comissão da venda, e R$ 490,00 creditado na conta da loja. Além disso, a loja “Vende Mais” precisa ficar responsável pela transação e refletir seu nome na fatura do comprador.
Veja abaixo um exemplo do fluxo com esse mesmo cenário:

• Cenário 3 – Divisão com mais de dois recebedores

O cliente “João” efetuou a compra de dois produtos dentro do marketplace “E-vendas”e seu pagamento final foi no valor de R$ 100,00, um dos produto é referente a loja “Vende Mais” no valor de R$ 50,00, e o outro produto é referente a loja “Online Shop” no valor de R$ 50,00.
Com isso, cada uma das lojas receberam em suas contas PagBank, o valor líquido de R$ 45,00. Essa diferença de valores na liquidação ocorreu por que o marketplace já havia informado no momento de criar a transação, que o valor dessa venda, seria dividido da seguinte forma: R$ 10,00 do valor total deveria ser creditado na conta do marketplace como comissão da venda, e R$ 45,00 creditado na conta de cada uma das lojas.
Veja abaixo um exemplo do fluxo com esse mesmo cenário:

🚧

Todos os cenários se aplicam também caso a loja esteja vendendo um serviço dentro do marketplace ou plataforma.

• Cenário 4 – Cancelamento de transações com split

Para cancelar uma transação, a solicitação pode ser feita de maneira total ou parcial. Abaixo os canais por onde podem ser solicitado cancelamentos de transações, e quem tem autonomia em cada um desses canais.

Usando o produto - Etapas Macro

Etapas

1

Aprofundar e conhecer a documentação técnica

2

Testar o produto

3

Realizar integrações com as API’s PagSeguro

4

Coletar autorizações dos lojistas

5

Pronto para vender dividindo pagamentos!

6

Acompanhar vendas realizadas através de relatórios: iBanking PagSeguro, App PagBank, Extratos EDI


Did this page help you?